Notícias

10.03.2014
Vacinação contra HPV começa hoje (10) na Paraíba

Começa hoje a campanha de vacinação em adolescentes de 11 a 13 anos contra o vírus papilomavírus humano (HPV), principal causador do câncer do colo de útero. A vacinação ocorrerá em três doses: a primeira a partir de hoje; a segunda seis meses depois e a terceira cinco anos após a primeira dose. Em João Pessoa, a prefeitura realiza a abertura da campanha de Vacinação contra o HPV na Escola Municipal Dumerval Trigueiro Mendes, a partir das 7h. A ação, será promovida nas escolas públicas e privadas, e nas Unidades de Saúde do município, no período de 10 de março a 4 de abril.

A campanha está sendo promovida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com os municípios. “Neste primeiro momento, a vacina será oferecida nas Unidades de Saúde da Família e também nas escolas, já que temos que envolver toda a comunidade nesta luta. Esta vacina já existia na rede privada, mas o valor é muito alto. Agora está sendo disponibilizada pelo SUS conjuntamente com outras ações para o rastreamento do câncer do colo de útero, o que possibilitará, nas próximas décadas, prevenir essa doença, que representa hoje a segunda principal causa de morte por câncer entre mulheres no Brasil”, disse Isiane Queiroga, chefe de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Segundo dados do Ministério da Saúde, essa vacina previne infecções pelos tipos virais e, consequentemente, o câncer do colo de útero, reduzindo a carga da doença. Tem maior evidência de proteção e indicação para pessoas que nunca tiveram contato com o vírus. É destinada exclusivamente à utilização preventiva e não tem efeito demonstrado ainda nas infecções pré-existentes ou na doença clínica estabelecida. Portanto, a vacina não tem uso terapêutico no tratamento do câncer do colo do útero e sim, exclusivamente, preventivo.

Chiara Dantas, chefe do setor de imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), explicou as etapas da vacinação. “As meninas devem receber três doses. Uma nesta campanha, a segunda dose após seis meses e a terceira cinco anos depois. A vacina protege a usuária dos subtipos 16 e 18 do HPV, mas não dos outros subtipos nem de outras doenças sexualmente transmissíveis. Por isso, é sempre importante usar a camisinha”, explica Chiara.

A meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% da população entre 11 e 13 anos. Na Paraíba, são 104 mil e 710 adolescentes nesta faixa etária. Para isso, estão sendo feitas articulações nos municípios com os profissionais de saúde, de educação e pais. “Acredito que a meta do Ministério da Saúde será cumprida, uma vez que estamos tendo retorno de todas as gerências de saúde informando que a aceitação das escolas e dos pais vem sendo muito boa”, falou a chefe de Imunização, Isiane Queiroga.

Prevenindo o câncer de colo de útero

Devido à sua alta incidência e mortalidade, o câncer do colo do útero é um importante problema de saúde pública, especialmente nos países em desenvolvimento. Embora tenha alta incidência, este câncer apresenta forte potencial de prevenção e cura, quando diagnosticado precocemente, seja por meio de consultas regulares ao ginecologista, seja pela realização regular dos exames recomendados, a partir dos 25 anos de idade. Entre as estratégias de prevenção mais utilizadas, além da detecção precoce, estão a vacinação, o uso de preservativos e ações educativas.

O câncer do colo de útero manifesta-se na faixa etária de 25 a 29 anos, aumentando seu risco até atingir o pico na idade entre 50 e 60 anos. No Brasil, é o segundo tipo de câncer mais frequente entre mulheres, após o de mama, com alta mortalidade, e faz, por ano, 4.800 vítimas.  NoCentro-Oeste, a incidência média é de 28 para cada 100 mil mulheres; no Norte é de 24/100 mil; no Nordeste é de 18/100 mil; no Sudeste é de 15/100 mil e no Sul é de 14/100 mil.

Fonte: Jornal Correio da Paraíba

 

Outras notícias