Notícias

12.06.2018
Greve dos Eletricitários continua pelo segundo dia em Campina Grande

 

Funcionários da Chesf em Campina Grande deram continuidade nesta terça-feira, 12, à paralisação de 72 horas, iniciada na segunda-feira, 11. Na manhã e tarde deste dia 12, sob o comando do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas na Paraíba (Stiupb), a categoria esteve discutindo o movimento e analisando as discussões em Brasília sobre o projeto de privatização da Eletrobras, atingindo as subsidiárias, no caso a Chesf, além de análises sobre o Acordo Coletivo de Trabalho.

O presidente do Stiupb, Wilton Maia Velez, esteve presente nos dois turnos da paralisação, ao lado de outros diretores da entidade representativa dos urbanitários no Estado da Paraíba.

Os servidores tomaram conhecimento pelo Stiupb que o Governo quer colocar em votação na Câmara Federal e no Senado, antes do processo eleitoral, projetos que tem como objetivo a privatização da Eletrobras. Também são contra projeto de portabilidade da conta de energia, que, segundo eles, traria consequências desastrosas para as distribuidoras. Os eletricitários também reivindicam a saída imediata do presidente da Eletrobras, Wilson Pinto Ferreira Júnior, identificado como símbolo do processo de privatização e de destruição da estatal.

Os cortes de direitos e benefícios ferindo o ACT vigente, a implantação do CSC de forma ataboalhada, os assédios morais e sexuais que aumentaram nas empresas, a diminuição do efetivo de trabalhadores resultando em precarização do serviço, é o que a categoria eletricitária que construiu esta enorme empresa tem enfrentado diariamente.

O PL 1971/15, que tratava da portabilidade na distribuição, enxertou partes da Consulta 33 do MME e prevê a venda de ativos um a um. O PL 10332, deixa as empresas distribuidoras em condições ideais para os leilões previstos. O próprio PL 9463/17 não foi derrotado na Câmara. Isso sem contar com a venda das SPE’s das nossas empresas.

O CNE continua fazendo as intervenções diárias no Congresso e percebeu uma movimentação da base do Governo em aprovar o mais rápido possível o PL 10332. Conversas têm sido feitas no sentido de tentar viabilizar o PL 9463/17 tão logo haja desmobilização da base de oposição.

Campanha salarial


A data base da categoria eletricitária acontece em meio à onda privatizante do governo. Sem avanços na negociação do acordo coletivo de trabalho, a Eletrobras apresentou uma proposta, considerada insatisfatória pelo CNE. Na proposta, a empresa ofereceu 70% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC para reajustes nos salários e benefícios.

 

 

 

Outras notícias