Notícias

26.06.2019
Trabalhadores da Chesf Campina aprovaram encaminhamento de greve para 1º de julho

 

Reunidos em assembléia na última terça-feira, 25, os trabalhadores da Chesf Campina Grande-PB, aprovaram encaminhamento do CNE de Greve Por tempo Indeterminado a partir do dia 01/07/2019. A informação é de Osvaldo Aristides, que é funcionário da Companhia e dirigente sindical.

As últimas rodadas de negociação, conforme o dirigente sindical, mostram que a Eletrobras só pensa em retirada de direitos, especialmente a estabilidade de emprego, a chamada cláusula 7ª do acordo, além da negativa das cláusulas de inovação tecnológicas e normas e regulamentos de recursos humanos, todas estas que criam obstáculos ao processo de demissão em massa pretendido pelo presidente Pinto Júnior.

Os trabalhadores não concordam com os argumentos apresentados pela direção da empresa, quando repete sem parar o discurso da SEST, de que é preciso demitir, a conjuntura mudou e que é fundamental enxugar ao máximo o quadro das empresas. O segmento entende, na verdade, que o objetivo é apenas gerar mais lucro e preparar a Eletrobras para sua privatização.

A empresa apresentou como proposta econômica tão somente 1,5% de reajuste aplicado às cláusulas econômicas. Isso em um cenário de quase 5% de inflação registrada pelos principais índices de aferição dos preços. Ou seja, o cenário colocado exige do trabalhador do Sistema Eletrobras uma reflexão muito grande do que representa esse acordo coletivo.

 

 

 

Outras notícias